• Save

O senador Jorge Seif Júnior (PL-SC) publicou um vídeo explicando a situação do caminhão registrado em nome de sua família e apreendido com 322 quilos de maconha no interior do Mato Grosso do Sul. A denúncia saiu em primeira mão no portal do Marcelo Lula e foi replicada na coluna Opcevê, por aqui.

A apreensão ocorreu no final de março. De acordo com o senador Seif, o caminhão de fato pertenceu à sua família mas foi vendido em setembro do ano passado, de forma parcelada. Segundo ele, a transferência só ocorreria após a quitação do mesmo.

Dá uma olhadinha no vídeo do parlamentar.

Não sou assessor do rapaz, quem exerce essa função mesmo morando em Balneário Camboriú é o Jair Renan Bolsonaro, o 04. Mas se eu fosse, ficaria pistola com a família do senador por deixar uma ponta dessa solta por aí.

Como assim, vender um caminhão para terceiros e deixar a transferência para depois? Não dá para, desculpem a grosseria, colocar a bunda na janela desse jeito né?

Uma pausa na coluna para ouvir um som de caminhoneiro….

O que diz o CTB

Voltando ao assunto: o Código de Trânsito prevê no artigo 134 um prazo para essa transferência.  “O antigo proprietário deverá encaminhar ao órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, no prazo de 60 (sessenta) dias, cópia autenticada do comprovante de transferência de propriedade, devidamente assinado e datado, sob pena de ter que se responsabilizar solidariamente pelas penalidades impostas e suas reincidências até a data da comunicação”.

Tenho um link aqui do Detran SC que o senador pode encaminhar para a sua família para ajudar nessas questões. Tem a relação de documentos e uma taxinha de R$ 174 para pagar.

Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Receita do dia

Falando em caldo de galinha, como sou um cara gente boa, trago uma receitinha do dia para ajudar ao cozinheiro masterchef da vice-governadora de Santa Catarina. Com um salário de 20 pilas ele deve ter coisas fantásticas na manga, mas não custa colaborar com as pessoas.

Eu ia colocar uma receita de peixe, aproveitando o ensejo, mas como sou mineiro não tenho muita familiaridade com os frutos do mar.

Então, aproveitando que as noites tem sido mais frias, a receita de hoje é de um caldo de mandioquinha, ou batata baroa, como chamam.

IIngredientes:

  • 800g de mandioquinha em pedaços
  • 2 litros de água
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 cebola picada
  • 2 gomos de linguiça calabresa fatiadas
  • 1 maço de couve fatiada
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

  1. Coloque a mandioquinha em uma panela, cubra com a água e o caldo de legumes e cozinhe por 20 minutos, ou até ficar bem macia
  2. Desligue, deixe esfriar e bata metade da mandioquinha com a água do cozimento no liquidificador
  3. Reserve enquanto isso
  4. Aqueça uma panela com a manteiga e refogue a cebola e a calabresa por 3 minutos
  5. Adicione a mandioquinha batida e sem bater na panela e deixe levantar fervura
  6. Em seguida, adicione a couve e cozinhe por mais 5 minutos
  7. Tempere com sal e pimenta, transfira para uma sopeira e então sirva.
  • Save
Pimenta sempre vai bem para acompanhar…..

Fica uma delícia. Sempre faço e povilho queijo ralado por cima. Uma delícia.

Amanhã tem mais. Fica ligado.

Para encerrar a coluna, um sonzinho para embalar a sopa.

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap