• Save

O deputado estadual do Partido Novo de Santa Catarina, Matheus Cadorin, protocolou na Assembleia Legislativa do Estado o que deve ser o primeiro projeto de lei elaborado por inteligência artificial no Brasil.

Isso mesmo que você leu. O texto totalmente feito com AI, utilizando a ferramenta ChatGPT.

A iniciativa é inédita no país, e pode abrir caminho para o desenvolvimento de outras soluções tecnológicas que otimizem a elaboração de leis e a gestão pública.

De acordo com o deputado, o projeto foi elaborado com o uso de algoritmos e inteligência artificial, com o objetivo de tornar o processo legislativo mais eficiente e acessível. “O uso destas ferramentas pode tornar o processo de elaboração de leis mais ágil e eficiente”, afirma ele, que é um profissional da área de tecnologia.

O projeto de lei elaborado por inteligência artificial ainda precisa passar por diversas etapas até ser aprovado. No entanto, o deputado Cadorin destaca que a iniciativa já representa um avanço significativo no uso da tecnologia para aprimorar a gestão pública e democratizar o acesso à informação.

A proposta de Cadorin trata de um tema estritamente importante, que é a publicação de informações sobre o estoque de medicamentos disponíveis nas unidades de saúde do Estado. “Muitas vezes, as pessoas têm dificuldade de encontrar informações sobre o estoque dos fármacos. Com o projeto, queremos garantir que essa informação esteja disponível para todos, de forma clara e acessível”, afirmou o deputado.

E para quem não sabe, até mesmo o release distribuído pela equipe do parlamentar foi produzido com o auxilio de AI.

Mas…

Eagora? Será que é hora de jornalistas e assessores parlamentares e até deputados ser substituídos por ferramentas de inteligência artificial? A mesma polêmica surgiu com ilustradores diante do avanço massivo do MidJourney, ferramenta maravilhosa para produção de arte digital (desde que tenhamos pleno conhecimentos das palavras descritivas para criação da imagem).

Antes que você, profissional de imprensa se descabele pensando que será substituído por app, saiba que estamos diante de um novo leque de oportunidades. O assessor de comunicação do deputado, o amigo e professor Gonzalo Pereira, explica que também não acredita em substituição.

“Não creio nessa substituição. A capacidade humana de captação de informações, interpretação dos dados e adaptação para formatos específicos de texto não tem concorrentes à altura, pelo menos por enquanto”, afirma. “Isso não quer dizer, no entanto, que o ChatGPT não possa escrever bons textos, mas eles ainda tem que ser revisados e editados , como foi esse do release em questão. Entendo que há espaço para ampliação do uso de ferramentas como essa para aumentar a produtividade humana. Então, não é que a IA vai substituir profissões, e sim que pessoas que não querem usar as novas tecnologias provavelmente sejam substituídas por pessoas que sabem usar bem”.

Também sou dessa opinião. Não dá para ficar parado no tempo. E a montagem de ilustrações e textos requer uso de palavras e adequações. Normalmente vamos aprimorando várias e várias vezes até concluir o trabalho. Vejo uma lista de novas oportunidade aí, tanto em textos como em ilustrações.

Se você se interessou, acompanhe aqui uma lista com vários aplicativos de inteligência artificial para estudar.

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap